sexta-feira, 23 de outubro de 2015

NEM AS PEDRAS


Peles, poros, cabelos, sentimentos
arrepiam com sua desenvoltura
não lhes escapam os comprometimentos

pois nem as pedras ficam imunes ao vento

Folhas, flâmulas, plumas, inventos
rodopiam com nova textura
não desviam ao seu movimento

pois nem as pedras ficam imunes ao vento

Poemas, pressupostos, luas, segredos
estremecem ao vê-lo passar
não lhes recusam folguedos

pois nem as pedras ficam imunes ao vento

Passos, pesos, ombros, medos
emudecem ao vê-lo cessar
e a cessação é como degredo

pois nem as pedras ficam imunes ao vento



Anorkinda e Lena Ferreira

2 comentários:

  1. Bha, que maravilhice!! Obrigada pela parceria, baby!! <3

    ResponderExcluir
  2. Eu que agradeço, Kinda!! Amei esta em especial!!! Bjs

    ResponderExcluir